Home Quem Somos? História da Música Fale Conosco

 

TERTULIANO AMARILHA

 

Tertuliano Amarilha nasceu em Campanário, município de Ponta Porã, antigo Mato Grosso, hoje Mato Grosso do Sul, em 24 de abril de 1924. Filho de Eduardo Amarilla e Carmen Ávalos Amarilla, ambos de nacionalidade paraguaia.
Iniciou seus estudos em sua terra natal, transferindo-se mais tarde para a cidade de Campo Grande, no mesmo estado, onde permaneceu interno no Ginásio Oswaldo Cruz durante alguns anos.
Embora desde muito cedo revelasse pendor para as letras, não pôde prosseguir em seus estudos por diversos fatores que o impediam de atingir a meta sonhada; decidindo dedicar-se assiduamente ao culto da poesia, conseguindo salientar-se em virtude da beleza e espontaneidade de suas produções.
A sensibilidade e o talento fizeram com que Tertuliano transformasse fatos da vida cotidiana em arte literária, dando origem a crônicas, poemas, literatura infanto–juvenil, memórias e letras de música. Uma das peculiaridades da obra de Tertuliano é a retratação, em prosa e verso, da vida de personalidades ilustres da região. Essa característica resultou no convite do então governador José Fragelli, para que ele viesse morar em Cuiabá, na década de 70. À época, Tertuliano foi secretário particular e chefe de gabinete de Fragelli. Logo que chegou a Cuiabá, recebeu destaque com a conquista da Estatueta Bandeirante, prêmio de poesia promovido na capital.
O primeiro livro de Tertuliano é o “Cântico do Boêmio”, publicado em 1948. Ele fez literatura em português, espanhol e guarani. A regionalidade rendeu também homenagens em nível nacional, nos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e em sua terra natal, Mato Grosso do Sul. Nesse trajeto, Tertuliano recebeu um convite da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna de Portugal para participar do Projeto Camões, que consiste em levar intelectuais brasileiros a Portugal, para reforçar o intercâmbio entre as duas culturas.
O escritor realizou outros trabalhos importantes, como a tradução de documentos da história da região e o relato de Domingo Martinez de Irala, durante expedição sobre o Rio Paraguai, em 1542, traduzido do espanhol para o português. A obra faz parte do acervo do Instituto Histórico de Mato Grosso.
A poesia de Tertuliano também foi expressa em cerca de 60 composições musicais gravadas por artistas regionais e nacionais. Algumas se tornaram destaque nacional, como “Moreninha Linda de Mato Grosso”, gravada pela dupla sertaneja Matogrosso e Mathias, “Sou Matogrossense”, com Nenete e Dorinha e “Brasil-Paraguai”, gravada por Tonico e Tinoco.
Tertuliano é membro da Academia Mato-Grossense de Letra e ocupa a cadeira de número 23.

Obras Publicadas em Português:
- Cânticos do Boêmio (Editora Rui Barbosa – Campo Grande)
- Lira Mato-Grossense (Editora Edigraf – São Paulo)
- Pássaro Ferreiro (Editora Edigraf – São Paulo)
- Rumores da Selva (Editora Edigraf – São Paulo)
- Alma Sonora (Editora Edigraf – São Paulo)
- Vinde Conhecer Mato Grosso (Editora Edigraf – São Paulo)
- Pepitas Cuiabanas (Editora Edigraf – São Paulo)
- Flores dos Prados Mato-Grossenses (Ed.Edigraf – São Paulo)
- Vitrais do Poente (Senado Federal – Brasília – DF)
- A Grande Família Fazendária do Estado de Mato Grosso
- O Velho Casarão
- A Cuia Caiu no Rio
- Apologias Líricas
- Sombras Sobre o Mundo (Imprensa Oficial do Estado do Amazonas – Manaus)
- Bagagem de Sonhos
- Campanário e seu Glorioso Passado
- Luiza Brunet, uma Deusa Imortal!
- Dicionário Português-Guarani
- “Caçadas” em Mato Grosso
- Homenagem à Lua
- Doutor José Fragelli, um Grande Estadista!
- Esmeraldas do Empíreo
- A Montanha Azul
- Estância “Riacho da Mata” e sua História
- Estandarte de Cor Negra
- Fazenda “Burity”, Panorâmico Lugar!
- Professor Aecim Tocantins, o Protótipo do Cuiabano Autêntico!
- Mães, Santificadas Criaturas!
- Praias Nordestinas
- Um Poeta Mato-Grossense no Sul do País
- De Mim, para Vocês!
- Mulher de Ouro
- Mato Grosso e Seus Ricos Municípios
- As Cuiabanas
- 372 Sonetos em Ritmo de Minuetos
- Pedras Coloridas (Cannes Publicidade – Goiânia/Go)
- Vozes da Natureza
- Rosas Rubras
- Pérolas do Meu Estado
- Retrato do Pantanal Mato-Grossense
- Um Ramalhete de Flores Agrestes (Editora Americana – Rio de Janeiro)
- Paisagens Guaranis
- Pátria e Brasilidade
- A “Cobra Branca”
- A “Esfinge do Deserto”
- Noitadas Boêmias
- Reflexões
- Pelos Caminhos do Mundo
- A “Mãe-Terra”
- Poeira do Tempo
- Sentimentos d’Alma
- Arco-Íris da Esperança
Obras Publicadas em Espanhol:
- Plenilunio de Plata
- Las Alas de mis Sueños
- El Espejo de la Realidad
Obras Publicadas em Guarani:
- Pîtaguá Ñe’e (A Linguagem do Estrangeiro)
- Ka’aguî Rîakuã (Aroma da Selva)

 

MÚSICAS DE AUTORIA DE TERTULIANO AMARILHA

 

- Adeus Querido Rincão - Aristides Valdez e Tertuliano Amarilha
- Borboleta Triste - Tertuliano Amarilha e Dino Franco
- Brasil-Paraguay - Tertuliano Amarilha e Nestor Franco
- Brasil-Paraguai - Tonico e Tertuliano Amarilha
- Casal que Não Combina - Torrinha e Tertuliano Amarilha
- Flor de Guavira – Tertuliano Amarilha e Dino Franco
- Flores do Meu Caminho - Dino Franco e Tertuliano Amarilha
- Flor Predileta - Tertuliano Amarilha e Dino Franco
- Foi Demais o que Fizeste Comigo - Dino Franco e Tertuliano Amarilha
- Garça Branca - Dino Franco e Tertuliano Amarilha
- Garça Maguari - Goiá e Tertuliano Amarilha
- Japonezinha - Tertuliano Amarilha e Morconi
- Marreca Selvagem - Goiá e Tertuliano Amarilha
- Matogrossense - Raul Torres e Tertuliano Amarilha
- Morena de Minha Terra - Manoel Chamorro e Tertuliano Amarilha
- Morena Linda de Mato Grosso - Dino Franco e Tertuliano Amarilha
- Rainha da Fronteira - Dino Franco e Tertuliano Amarilha
- Rosa e Orquídeas Para Você - Goiá e Tertuliano Amarilha
- Sou Matogrossense - Raul Torres e Tertuliano Amarilha
- Virgínia - Diosnel Chase - Versão: Tertuliano Amarilha e Pinheirinho

 

DISCOGRAFIA

 

CDs

 

TERTULIANO AMARILHA E SEUS INTÉRPRETES - LEMBRANÇAS ANTIGAS - VOL. 01
 

 

FOTOS

 

Visual LightBox Gallery generated by VisualLightBox.com
Tertuliano Amarilha - 001 Tertuliano Amarilha - 002 Ado Benatti, Sulino, Tertuliano Amarilha,  Marrueiro e Le˘ncio Sulino, Tertuliano Amarilha e Marrueiro Tertuliano Amarilha - Reportagem Revista Sertaneja visual lightbox for MACby VisualLightBox.com v6.1