Home Quem Somos? História da Música Fale Conosco

 

OS CANARINHOS DO BRASIL

 

Apostando na fusão de culturas do estado do Tocantins, no ano de 2001 nasce na capital Palmas o grupo sertanejo Os Canarinhos do Brasil. Idealizado por Pereira, Feliciano e Rafael.
Necessitando de um primeira voz, Pereira foi até um amigo e cantor conhecido pelo nome de Decesari, e pediu que ele indicasse um primeira voz, então Pereira foi informado sobre o Feliciano que é primo do Decesari, dizendo que ele residia em Palmas, mais que talvez não cantaria profissionalmente pois tinha parado com a música, falou que cantava muito bem e que vinha de outras formações musicais a exemplo do cantor Pereira, então o Pereira resolveu ligar para o Feliciano, e acabaram marcando um ensaio sem compromisso na residência do Pereira.
Era um dia de sábado, começaram eles a cantar a primeira música “Saudade de Minha Terra” de Goiá e Belmonte, formaram um dueto parecido com o de Belmonte e Amarai e Nenete e Dorinho, o amor pela música falou mais alto no coração do Feliciano, começaram eles cantando algumas músicas em rodas de amigos, e não parou por aí, nos primeiros meses já estavam participando de entrevistas nas principais rádios e subindo aos palcos.
Com o reconhecimento do público local o grupo inicia suas primeiras apresentações em todos os cantos do estado do Tocantins, e na capital Palmas, afim de proporcionar aos seus fãs e admiradores a perfeição da música sertaneja, onde começaram fazendo muitos shows por grande parte do Brasil, vindo então com três gravações, onde percorreram em início dos shows e divulgação as músicas: “Pode Gastar” (Ivan Moreno e Antônio Victor), “Chapéu Furado” (Zé Mulato e Davi Monteiro) e Rabo de Saia (Juarez Fernandes e Ivan Moreno).
A partir daí o grupo foi se aprimorando musicalmente e conquistando novos públicos e espaços nos grandes veículos de comunicação. No ano de 2007 que esse grupo foi se destacando em outros estados do Brasil, quando eles se apresentaram a primeira vez no Programa Viola, Minha Viola de Inezita Barroso, da TV Cultura de São Paulo. O programa foi um sucesso, logo estavam eles novamente no programa da Inezita.
A Fundação Cultural do Estado do Tocantins presidida pelo Júlio Cesar Machado sendo ele o renomado músico Decesari que uniu o trio, fez um compromisso de presentear o grupo com a gravação de um CD aos Canarinhos, onde gravaram músicas de muitos compositores de renome nacional e a vendagem do CD foi o maior sucesso.
Depois de três meses após terem ido no Viola, Minha Viola, o grupo recebeu a ligação do compositor Domiciano que já tinha visto o trabalho do grupo em São Paulo nos canais de TV e ofereceu várias músicas de suas composições, o grupo ficou surpreso pois o Domiciano foi que levantou o sucesso do Rionegro e Solimões e de outros artistas de sucesso, e assim fizeram o grupo, gravaram 14 músicas todas do Domiciano em sua homenagem e gratidão por tudo que ele fez ao grupo.
Veio outras modificações a inclusão “do Brasil” sendo de idéia do grande radialista, empresário, apresentador de TV e empresário musical Clayton Aguiar renomado locutor da Rádio Nacional que sugeriu ao Pereira, Feliciano e Rafael que ao invés de Os Canarinhos, o grupo se chamasse Os Canarinhos do Brasil, Clayton Aguiar dizia que faltava algo para completar o nome, e não demorou muito para Os Canarinhos do Brasil obedecerem a sugestão do amigo.
Desde então, Os Canarinhos do Brasil foram recebendo ligações de toda parte do Brasil e do mundo, inclusive do EUA da emissora Noise FM, e do Japão, da Rádio Kalapalo que fica situada em Yokashi comandado por JK. A música mais tocada nessas rádios foi a regravação de “Depois que a Rosa Mudou” (Serrinha), música que destacou com o grupo.
Após tantas conquistas Os Canarinhos do Brasil inova o mercado fonográfico com o novo CD.
O grupo se desfez com o falecimento de Pereira, ocorrido em 04 de fevereiro de 2014, vítima de cirrose hepática.

PEREIRA:
José Pereira da Silva, nasceu em Piracema, no estado de Minas Gerais, no dia 13 de outubro. Filho de Barbará Maria de Jesus e de Geraldo Dias Pereira. Era o filho mais velho, ajudou a cuidar dos irmãos e irmãs com sua família, infância do Pereira foi sempre de muito trabalho, devido as inúmeras dificuldades sua família tinha que arregaçar as mangas e ajudar seu pai nas lavouras em Minas Gerais, trabalhou muito tempo na roça mais sem deixar de lado a sua música, sempre nas horas vagas e as noites pegava seu violão e ia cantar nas redondezas. Fez dupla com seu irmão Geraldo .
Então Pereira resolve levar sua família para se mudar para Brasília, para sim tentarem uma nova oportunidade e acabou dando certo.
Pereira tem muitas histórias por longos anos, a música sertaneja estava muito decadente devido ao rítmos contagiantes na época pela Jovem Guarda, então Pereira teve que trocar o violão pela guitarra e formar bandas, depois resolveu estudar violão clássico onde se dedicou a cantar sozinho, no Guará-DF cantava somente ele e seu violão as belas músicas em estilo MPB e Jovem Guarda e muito pouco do sertanejo, já que nessa época quase não se falava em sertanejo, segundo Pereira quando ouvia era bem baixinho.
Mais não teve jeito a paixão maior do Pereira era sim a música sertaneja, aí quando passou a fase ele formou algumas duplas em Brasília e trios a exemplo de um trio que ficou muito conhecido na Região Centro-Oeste do Brasil “Os Mensageiros de Goiás” gravando vários discos em LP´s foi percorrendo o Brasil cantando aquilo que mais gostava e sendo reconhecido por onde passava.
No ano de 2000 resolveu Pereira e sua família com sua esposa Mara e o filho Rafael se mudar de vez para Palmas/TO.
Faleceu em 04 de fevereiro de 2014, vítima de cirrose hepática.
FELICIANO:
Wilson Feliciano da Silva, nasceu em Carmo do Paranaíba, no estado de Minas Gerais, no dia 09 de junho. Filho de Domitildes Pereira da Silva e de Azarias Francisco da Silva. Descendente de Foliões e Catireiros do entorno mineiro, já cantava as mais belas músicas de Tonico e Tinoco, Nenete e Dorinho, José Fortuna e Pitangueira e vários outros artistas da época.
O primeiro disco consagrado na voz do Feliciano aconteceu no ano de 1982, esse disco em forma de LP, o famoso vinil contendo 12 faixas fruto de uma parceria com o também cantor sertanejo Moreira com quem gravou 2 LP´s, essa dupla por nome de Moreira e Feliciano durou 10 anos.
De 1992 a 1999 Feliciano já não cantava mais com Moreira e sim com a sua nova formação com o companheiro Antônio Miguel, não chegando a gravar nenhum disco.
Em meados de 2004 Feliciano que já residia em Palmas com sua família, foi apresentado pelo seu primo Decesari ao Pereira e ao o Rafael formando Os Canarinhos do Brasil, onde gravaram dois CD´s.
RAFAEL:
Rafael Dias de Sousa Pereira nasceu em Brasília/DF, no dia 22 de março. Filho do cantor Pereira e da Dona Mara, cresceu ao som das formações de duplas e trio que seu pai compunha na época, ao exemplo do trio Os Mensageiros de Goiás, e por diversos amigos artistas que passavam em sua casa.
Rafael foi incluindo aos poucos na música, pois seu pai Pereira nunca o obrigou a entrar na vida musical, mais ele já tinha sangue de artista nas veias e claro como filho de peixe peixinho é, ele logo se interessou a música, pois nos shows e festas de amigos onde seu pai apresentava, acompanhava o trabalho do pai com duas músicas, por volta dos 9 anos ele já mostrava o dom pela música.
A sua história artística começou no estado do Tocantins, quando começou a se apresentar em rádios e TVs, sendo convidado para acompanhar seu pai, Pereira um músico nato e conhecedor da música, começou a ensinar os primeiros acordes de violão assim como ensinou o teclado para o filho, não demorou muito para o Rafael aprender no violão todos os rítmos sertanejos como bolero, carrilhão, batidão, xote, toada, rasqueado, polca paraguaia, e um certo dia seu pai ensaiava na sala de sua residência, quando de repente o Rafael aparece tocando violão e então veio a idéia na hora de criarem um trio. Seu pai Pereira tinha muita vontade de voltar para o violão e assim fez, deixando o teclado para o Rafael que tocava tudo ao vivo sem uso de playback.
Mais parecia que o Rafael não estava satisfeito ainda, então logo veio o interesse pelo novo instrumento, o acordeon. Esse interesse foi devido acompanhar o seu ídolo maior Robertinho do Acorden, que fez muito sucesso aos palcos do Programa Viola Minha Viola, então pediu ao pai que providenciasse um acordeon. Pereira não pensou duas vezes e comprou, com menos de três meses, sem nunca ter um professor ele aprendeu a tocar acordeon.
Tocou em diversas gravações de outros artistas. Sua trajetória de sucesso fez história e mudou a cara da música sertaneja do estado do Tocantins.

 

DISCOGRAFIA

 

CDs

 

OS CANARINHOS - VOLUME 01 
01) Apagão do Amor -
02) Velha Gastadeira -
03) Assim é a Noite -
04) A Loira de Campo Grande -
05) Cada Vez Querendo Mais -
06) Quisera -
07) Vento da Noite -
08) Saudade da Fronteira -
09) Voando na Imaginação -
10) Saudade de Minas Gerais - João Miranda e Fafá
11) Chapéu Furado - Zé Mulato e Davi Monteiro
12) Pode Gastar - Ivan Moreno e Antônio Víctor

OS CANARINHOS - VOLUME 02
01) Pergunte a Lua - Rionegro e Domiciano
02) Quebradeira - Domiciano
03) O Choro da Natureza - Domiciano
04) Adubando as Raízes - Domiciano
05) Abre o Jogo Coração - Domiciano
06) Quando o Problema é Paixão - Domiciano
07) Fuá - Domiciano
08) Trovejou Daquele Lado - Domiciano
09) Cerveja na Goela - Domiciano
10) Coração Turbinado - Domiciano
11) Machucado de Paixão - Domiciano
12) Não Bebo Mais - Domiciano
13) É Nóis no DVD - Domiciano
14) Sou Bonito no Cascalho - Domiciano

 

MÚSICAS

 

 

FOTOS

 

Visual LightBox Gallery generated by VisualLightBox.com
Os Canarinhos - 001 Os Canarinhos - 002 Os Canarinhos - 003 Os Canarinhos - 004 Os Canarinhos - 005 Os Canarinhos - 006 Os Canarinhos - 007 Os Canarinhos - 008 Os Canarinhos - 009 Os Canarinhos - 010 Os Canarinhos - 011 Os Canarinhos - 012 Os Canarinhos no Programa Viola Minha Viola - 001 Os Canarinhos no Programa Viola Minha Viola - 002 Os Canarinhos no Programa Viola Minha Viola - 003 Pena Branca e Os Canarinhos Pereira Feliciano Rafael Dias - 001 Rafael Dias - 002 Rafael Dias - 003 Rafael Dias - 004 Rafael Dias - 005 visual lightbox for MACby VisualLightBox.com v6.1